Elaborando Projetos Sociais e Culturais

De segunda a sexta! Sempre um vídeo novo!

Quais as Oportunidades Para Uma Bailarina Que Quer Sair do Lugar Comum

228 visualizações

Quais as oportunidades para uma bailarina que quer sair do lugar comum?
Muitas crianças são colocadas em escolas de balé muito cedo! Algumas têm talento e se tornarão grandes bailarinas, outras nem tanto! Algumas gostariam de transformar o que sabem fazer em uma escola. Mas basta?
Fica comigo que hoje vamos falar um pouco de como empreender na dança!

Você que é bailarina ou bailarino desde os 5 ou 6 anos de idade porque seus pais colocaram você numa escola de balé para aprender uma dança ou para ocupar o seu tempo no contraturno pode ter se deparado com vários sentimentos.
Um deles é só – Porque eu estou aqui? Porque a dança? Como me meteram nessa?
E a vontade é sair correndo e esquecer aulas, horários, pontas, tempo desperdiçado com algo que de fato você não gosta.
Um outro sentimento pode ser – Onde isso vai me levar? Serei uma primeira ou sequer uma segunda bailarina numa grande companhia?
Em algum momento ainda você pode até ter pensado em abrir uma escola de dança uma vez que a carreira pode não ser os palcos, mas é a única coisa que você sabe fazer!
Para quem quer empreender na dança saiba que existem vários caminhos a serem seguidos. E até mesmo sair do lugar comum de uma academia ou escola de dança para pequenos e adolescentes.
Se você está neste momento pensando em ter um empreendimento com foco naquilo que você sabe fazer – que é dançar – saiba que não é necessário que você abra uma escola de dança.
Vão aqui 5 dicas para você ter alguma nova ideia para empreender com a dança:

Dica 1 – Você já pensou em oferecer os seus serviços para a terceira idade? Este é um público gigantesco que está crescendo dia a dia e procurando por atividades que possam não só ocupar o seu tempo livre, mas acrescente algo mais. Você pode ter uma escola que atenda com exclusividade esse público, mas pode até mesmo fazer um atendimento personalizado pensando em danças específicas para cada indivíduo e suas necessidades.

Dica 2 – A dança é um complemento a movimentos que o ser humano realiza de forma intuitiva e pode ser aliada a trabalhos para motivar equipes e fazer pessoas entenderem a colaboração. Nesse sentido, já pensou em se especializar em atender o mundo corporativo? Exercícios personalizados para pessoas que precisem melhorar sua postura corporal em função de horas trabalhando em frente ao computador até rodas de dança com grupo para melhorar o relacionamento interpessoal.

Dica 3 – Portadores de necessidades especiais requerem muitas vezes um trabalho corporal para uma melhor socialização ou mesmo melhorar a sua qualidade de vida ou mesmo independência. Será que se especializar nesse público não pode ser uma ideia interessante?

Dia 4 – Levar a escola de dança a condomínios fechados. Você pode não ter uma academia, uma escola de dança. O investimento não é baixo e você tem conhecimento suficiente para começar desde já. Será que o condomínio onde você mora ou os que estão na sua rua mesmo, não tem gente – de todas as idades – interessada em aulas de dança? Você pode ter grupos com pessoas de todas as idades ou mesmo grupos específicos – só crianças, só adolescentes ou só adultos.

Dica 5 – Conselhos e orientações online. Neste momento de pandemia as aulas presenciais estão mesmo complicadas de acontecer. E as dicas anteriores podem ser difíceis de implementar porque podem envolver aglomeração. Mas será que essas mesmas dicas não poderia ser aproveitadas para atividades on-line?

Pense nisso e faça uma reviravolta no que você está realizando agora.
É isso!

#elaborandoprojetos #culturagerafuturo #culturaéfermento

**************************************************
Inscreva-se no canal e receba mais informações para os seus projetos:
▶ Link do Vídeo: https://youtu.be/yTOgllaBJX4
▶ Canal: http://youtube.com/ElaborandoProjetos
▶ Facebook: http://fb.com/ElaborandoProjetos
▶ Twitter: http://twitter.com/ElabProjetos
▶ Instagram: http://instagram.com/ElaborandoProjetos
**************************************************