Elaborando Projetos Sociais e Culturais

De segunda a sexta! Sempre um vídeo novo!

Dia da Consciência Negra

283 visualizações

O que é o dia da Consciência Negra comemorado em 20 de novembro?

No dia 20 de novembro de 1695 morreu Zumbi dos Palmares.
Mas quem foi esse tal Zumbi e porque ele é lembrado?
Segundo historiadores e matérias publicadas na internet e na wikipédia, Zumbi foi um líder em seu tempo defendendo negros e lutando contra a escravidão. Nasceu livre em 1655 no Estado de Alagoas e liderou o Quilombo de Palmares.
O quilombo de Palmares era uma comunidade livre formada por escravos fugitivos das fazendas na época do Brasil Colonial. Ficava na região da Serra da Barriga, que hoje faz parte do município alagoano de União dos Palmares.
Zumbi nasceu livre mas foi capturado aos sete anos de idade e entregue ao padre missionário Antonio Melo. Foi batizado e recebeu o nome de Francisco. Aprendeu a língua portuguesa, latim e a religião católica. Ajudou nas celebrações de missas.
Aos 15 anos em 1670, ele volta para o quilombo e começa a sua saga em defesa dos negros.
Por volta de 1678, o governador da Capitania de Pernambuco, cansado do longo conflito com o Quilombo de Palmares, se aproximou do líder de Palmares, Ganga Zumba, com uma oferta de paz. Foi oferecida a liberdade para todos os escravos fugidos se o quilombo se submetesse à autoridade da Coroa Portuguesa; a proposta foi aceita pelo líder, mas Zumbi rejeitou a proposta do governador e desafiou a liderança de Ganga Zumba. Prometendo continuar a resistência contra a opressão portuguesa, Zumbi tornou-se o novo líder do quilombo de Palmares com 18 anos de idade.
Quinze anos após Zumbi ter assumido a liderança, o bandeirante paulista Domingos Jorge Velho foi chamado para organizar uma invasão ao quilombo. Em 6 de fevereiro de 1694 a capital de Palmares foi destruída e Zumbi ferido. Apesar de ter sobrevivido, foi traído por António Soares, e surpreendido pelo capitão Furtado de Mendonça em seu esconderijo.
Apunhalado ele resiste, mas é morto com outros vinte guerreiros quase dois anos após a batalha, em 20 de novembro de 1695. Teve a cabeça cortada, salgada e levada ao governador Melo de Castro. Em Recife, foi exposta a cabeça em praça pública no Pátio do Carmo, visando desmentir a crença da população sobre a lenda da imortalidade de Zumbi.
Em 14 de março de 1696 o governador de Pernambuco, Caetano de Melo de Castro escreveu ao Rei: "Determinei que pusessem sua cabeça em um poste no lugar mais público desta praça, para satisfazer os ofendidos e justamente queixosos e atemorizar os negros que supersticiosamente julgavam Zumbi um imortal, para que entendessem que esta empresa acabava de todo com os Palmares.
Apesar disso Zumbi se torna imortal e ainda vive nos dias de hoje porque a resistência continua a cada ano para lembrar que este país e constituído em sua maioria por descendentes de negros e índios.


**************************************************
Inscreva-se no canal e receba mais informações para os seus projetos:
▶ Link do Vídeo: https://youtu.be/EUDGuBhM_ag
▶ Canal: http://youtube.com/ElaborandoProjetos
▶ Facebook: http://fb.com/ElaborandoProjetos
▶ Twitter: http://twitter.com/ElabProjetos
▶ Instagram: http://instagram.com/ElaborandoProjetos
**************************************************